Legislação Ambiental é desmontada no apagar das luzes.

[EXPAND Ler]
O SENADO APROVOU NA NOITE DE ANTEONTEM, DIA 03, A MEDIDA PROVISÓRIA DA AMAZÔNIA – MP 458 – QUE, EM TESE, REGULARIZA A POSSE
DE PEQUENOS AGRICULTORES OCUPANTES DE TERRAS PÚBLICAS FEDERAIS NA AMAZÔNIA, MAS QUE, NA PRÁTICA, POSSIBILITA QUE GRANDES
GRILEIROS REGULARIZEM A SUA SITUAÇÃO DE INVASOR DE TERRAS DO GOVERNO FEDERAL, OU SEJA, NA PRÁTICA, O GRILEIRO PASSA A SER
DONO DAQUILO QUE PERTENCIA A TODO O POVO BARSILEIRO. NA MESMA NOITE, O SENADO TAMBÉM APROVOU A MP 452 QUE TRAZ UMA
REGRA QUE ACABA COM O LICENCIAMENTO AMBIENTAL PARA A AMPLIAÇÃO OU REVITALIZAÇÃO DE RODOVIAS FEDERAIS, ATINGINDO EM CHEIO
UM DOS PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DA POLÍTICA AMBIENTAL DO NOSSO PAIS. ESSA MEDIDA, DEFENDIDA DE FORMA ACINTOSA PELA BANCADA
RURALISTA, ESTÁ NO TAMANHO CERTO PARA POSSIBILITAR A ABERTURA DA BR 319, RODOVIA QUE IRÁ CORTAR O CORAÇÃO DA AMAZÔNIA. OS
LIDERES DA BANCADA AINDA PROPUSERAM A REVOGAÇÃO DO CÓDIGO FLORESTAL, PRESSIONANDO PELA DIMINUIÇÃO DA RESERVA LEGAL DA
AMAZÔNIA E PELA ANISTIA A TODAS AS OCUPAÇÕES ILEGAIS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE.

Opinião: Não existe a menor relevância, nem em tese e nem tão pouco na prática, na aprovação dessas medidas, que só demonstra a total falta de
“sensibilidade” do Governo de nosso País para lidar com a questão da defesa animal e ambiental. Em uma noite apenas aprovaram medidas que
jogam literalmente no lixo décadas de lutas daqueles que acreditam na sobrevivência da Amazônia. O último a sair, por favor, apague as luzes.
Ps.: Peço licença poética para imaginar a conversa de animais da região como, por exemplo, uma arara azul avisando a uma onça pintada que
tenta atravessar a BR 319 para dar continuidade ao seu combalido ciclo natural: “cuidado dona onça, lá vem mais uma carreta carregada de
madeira de árvores em extinção”.
[/EXPAND]